terça-feira, 29 de junho de 2010

Robert Mathews & The Order

Robert Jay Mathews
(16 de Janeiro, 1953 - 8 de Dezembro, 1984)

"Bob nunca abaixou suas armas. Em 8 de dezembro, eles queimaram a casa em cima dele. É isso que fica em minha mente sobre Bob -- ele era de verdade. Ele foi até o fim"
- Randy Duey

Os Primeiros Anos

Mathews nasceu em Marfa, Texas, o mais novo de três meninos, seus pais eram Johnny Una Mathews. Seu pai, de ascendência escocesa, era o prefeito da cidade e presidente da Câmara de comércio, um homem de negócios e líder da igreja Metodista local.

Sua família se mudou para Phoenix, Arizona, quando ele tinha cinco anos de idade. Um estudante mediano na escola, ele era interessado em História e política. Aos onze anos, ele se filiou à anti-Comunista John Birch Society (NdT: Uma sociedade ultra-reacionária que impedia seus membros de lerem determinados 'livros subversivos' - sobre a questão Judaica. Metzger e Ben Klassen também eram ex-membros). Ainda no colegial, ele foi batizado como mórmon. Ele era um anti-Comunista radical e era ativo nos Jovens Republicanos. Mathews rejeitava a idéia de ir á faculdade, as chamando de 'ninho de comunistas.'

O Início da The Order

Mathews começou a ler sobre História e política. Um livro em particular, Which Way, Western Man?, de William Gayley Simpson, o afetou profundamente. Mathews concordou com os perigos frente à Raça Branca e, em 1982, começou a se esforçar em trazer famílias Brancas para o Noroeste Pacífico, aonde ele chamava de Fortificação Branca Americana. Ele visitou a Aryan Nations, de Richard Butler, algumas vezes e começou a formar um círculo de amigos que possuíam crenças similares.

Em 1983, Mathews fez um pequeno discurso em uma convenção da National Alliance, que era um relatório sobre suas tentativas pela Fortificação Branca e um chamado à ação. Recebeu os únicos aplausos de pé da convenção.

No fim de setembro do mesmo ano, nos quartéis que havia construído em sua propriedade em Metaline, Mathews fundou (com mais oito homens) o grupo que veio a ser conhecido como The Order, que ele chamava de Irmandade Silenciosa. Eles incluíram seu amigo e vizinho, Ken Loff e um grupo da Aryan Nations: Dan Bauer, Randy Duey, Denver Parmenter, Bruce Pierce e David Lane. Richard Kemp e Bill Soderquist foram recrutados da National Alliance. Nenhum jamais havia cometido um crime violento antes ou passado qualquer tempo preso.

A primeira ordem dos negócios, de acordo com o plano de Mathews, era obter dinheiro para financiar atividade criminosa e terrorista em nome do separatismo branco, e eles cometeram seu primeiro roubo, de US$369,10. Eles concordaram que os riscos que haviam tomado não valiam a pena, então voltaram sua atenção a roubar carros fortes e falsificação. Eles imprimiram algumas notas de 50 dólares falsas e Bruce Pierce, com vinte e oito anos, foi rapidamente preso por passá-las.

Para pagar a fiança de Pierce, Mathews, agindo sozinho, roubou um bando a norte de Seattle. Ele roubou quase US$26.000. Alguns dos membros, juntos com Gary Yarbororugh, fizeram mais roubos, que se somaram a mais de 43.000. Um outro roubo em seguida arrecadou centenas de milhares de dólares. Outro recruta, Tom Martinez, foi pego e acusado de falsificar dinheiro. Então, em Julho, 1984, eles finalmente usaram uma dúzia de homens para roubar $3.800.000

É alegado que o grupo distribuiu parte do dinheiro roubado para outras organizações Racistas.

O Fim da The Order

Mathews e outros membros da The Order foram eventualmente traídos por Martinez, que sofreu pressão depois de sua prisão por falsificação. Depois de revelar informações sobre as atividades de Mathews ao F.B.I., Mathews foi cercado em uma pequena cabine a sul de Couperville, Washington, na Ilha de Whidbey, por mais de 500 agentes, em 8 de dezembro de 1984. Mathews se recusou a sair depois de longos tiroteios. O FBI então incendiou a cabine, incinerando Robert Mathews à sua morte.

Eventualmente, mais de 75 pessoas, em oito julgamentos, foram condenados de crimes conectados com a The Order. As acusações variaram de golpes, conspiração, falsificação, transporte de dinheiro roubado e roubo a carro forte.

Excelente vídeo sobre Robert Matthews - com as únicas filmagens conhecidas

2 comentários:

  1. "Vou trabalhar como um negro pela Rússia"

    Queremos um artigo relacionando o mal do comunismo, os erros do socialismo não-racial e a escravidão branca do século XXI (tráfico de mulheres brancas, a escravidão do homem branco de classe média nas américas e os ataques na áfrica).


    http://noticias.br.msn.com/mundo/artigo-bbc.aspx?cp-documentid=21510670


    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Queremos um artigo relacionando o mal do comunismo, os erros do socialismo não-racial e a escravidão branca do século XXI (tráfico de mulheres brancas, a escravidão do homem branco de classe média nas américas e os ataques na áfrica).

    O BLOG PARECE QUE ACABOU

    ResponderExcluir