segunda-feira, 28 de junho de 2010

James Mason, Charles Manson & Nacional-Socialismo Revolucionário



'A conexão com Manson não interrompe, contradiz ou interfere, de maneira alguma, em minhas crenças Nacional-Socialistas - é uma extensão delas' - James Mason






O Caminho de Manson

(Manson’s Way)


James Mason


Manson não consegue compreender porque adultos inteligentes iriam desejar tentar e fingir que isso é a Alemanha em 1933, ou o Sul americano em 1876, ou se envolver em qualquer outra fantasia aos custos da Luta atual. Tendo estado nesse movimento, eu posso compreender – apesar de não ter orgulho disso e sempre ter achado que, ao tentar explicar isso a Manson, o arrependimento fica na minha garganta. A razão da qual Manson não consegue entender isso é porque ele vai pela suposição de que qualquer um que compreende uma parte tão grande da Verdade iria proceder como ele próprio procede: em total honestidade. Aqueles que viram a luz sabem que os operadores dentro do Movimento são notoriamente um bando de falsos DISONESTOS e fazem da Verdade o mais nojento não-serviço com sua mera presença.

É por isso que as pessoas não conseguem – de início – compreender Manson: ele não lida com imagens ou mímica, apenas a realidade, como ela é. A maioria das pessoas não SUPORTA isso. Eles não possuem a capacidade cerebral ou coragem pra isso. Quando eles olham para Manson, eles vêem a si próprios e eles – a não ser que sejam honestos por dentro – ODEIAM ISSO. Então, devido à falta de uma melhor compreensão sobre isso, eles direcionam esse ódio a Manson. É então uma surpresa que recebemos tantas dessas reações vindas da Direita, tendo sido o paraíso que é para tantos covardes e desajustados? Mas a Direita não pode mais oferecer as emoções baratas que costumava oferecer e o número de curiosos está diminuindo pelo caminho. REALIDADE chegou e os negócios para os falsos estão ruins. Se colocássemos um nome humano para representar a realidade, esse nome seria Manson...

Isso não é um culto, mas a realidade da situação. Como Revolucionários Nacional-Socialistas, nós denunciamos e abandonamos a assim-dita ‘idéia de massas’ como sendo inútil. Mas, até mesmo uma minoria deverá chegar à centenas de milhares e, portanto, a meta é tão difícil quanto sempre foi. A diferença agora deverá ser que nós lidaremos corretamente com a situação, perceberemos meticulosamente que medidas serão necessárias e planejaremos de acordo. Apenas um mestre do senso da REALIDADE pode ultrapassar através da ilusão Judaica, determinar o curso correto e definir a ação correta.

Vivendo A Idéia
(Living It)

James Mason

Em essência, a comparação de Manson versus Direitismo é que os grupos de Direita, assim como os indivíduos, 'sonham com a idéia' e brincam com ela, enquanto eles trabalham em seus empregos do Sistema e vivem suas vidas no Estabelecimento (Establishment), enquanto Manson e os que seguem sua idéia A VIVEM, ao cair fora do Sistema e ao atacá-lo. Realmente, o mesmo pode ser dito da Esquerda convencional. Para anexar uma conotação política necessária a isso, ao invés de 'Mansonismo', pode-se dizer Universal Order, em referência a esse novo modo de vida.

A chave é cair fora totalmente do Sistema. Isso apenas já constitui em uma das maiores formas de ataque. Se levarmos em conta que isso afetaria um sistema moribundo pego de surpresa, isolado por uma massa de pessoas muito nervosas e, eventualmente, à sua total mercê. Resistência passiva a la Gandhi, na America? Talvez. Há suas comparações. O Movimento está lutando mais proximamente a uma guerrilha individual contra o Sistema, mas estamos há um longo caminho de derrotar os Porcos do Sistema, como um exército oposto. Ainda assim, nós devemos AGIR AGORA, de uma maneira efetiva, mas sabiamente prudente e apropriada.

Traduzido de Siege, de James Mason

James Mason fala sobre Charles Manson & Adolf Hitler


Nenhum comentário:

Postar um comentário